BlogAr - O Blog do Ar Comprimido Portátil
BlogAr - O Blog do Ar Comprimido Portátil

Um compressor de ar perfeito para poços e também fundações (de empresas).

Conheça a história do compressor de ar Atlas Copco X1200 que ajudou no estabelecimento da Hidrobombas como um dos perfuradores de poços mais proeminentes do Centro Oeste Brasileiro.



Clairto Borile iniciou sua experiência profissional com perfuração de poços em 2001, no sul do país. Desde então, um fundamento de engenharia sempre ficou claro para ele: a vazão e pressão certas fazem uma grande diferença no tempo de perfuração. Tanto que isso também pode diferenciar o prejuízo do lucro em uma obra.

Em 2016 Clairto se mudou para a cidade de Mineiros, Goiás, no Centro Oeste do país, onde fundou seu próprio negócio, a Hidrobombas, visando explorar a crescente demanda por poços artesianos na região.

O começo não foi fácil, a Hidrobombas alugava os compressores para cada obra e enfrentava o constante desafio do equilíbrio orçamentário: compressores de alta pressão tinham um custo de aluguel elevado demais, enquanto compressores menores eram mais acessíveis porém tinham um ritmo de produção bem mais lento.

Foi então que Clairto conheceu Harley Tedesco da Coalumaq, distribuidor autorizado da Atlas Copco na região. Através da consultoria de Harley, Clairto conheceu, se interessou e teve acesso ao financiamento de um compressor de ar portátil de alta pressão Atlas Copco X1200.


À esquerda, Harley Tedesco da Coalumaq, distribuidor Atlas Copco. À direita, Clairto Borile, da Hidrobombas

Para a Hidrobombas, isto marcou o fim da era do aluguel de compressores. Mais que isso, iniciou a consolidação e crescimento da empresa. Além do fato de que aquisição do compressor, através de financiamento se mostrou mais economicamente interessante que a locação de um equipamento similar, também o aumento de produtividade permitiu realizar mais obras em menos tempo. Em uma região onde a demanda de poços artesianos acompanha o intenso crescimento do agronegócio, quanto mais rápido puder terminar uma obra, mais novos negócios podem ser aproveitados.

“Este ano está sendo particularmente seco e o número de perfurações aumentou muito, para abastecer de água plantações, usinas de cana, granjas e pastos.” – explica Clairto.

A Hidrobombas atualmente entrega de 4 a 5 poços por semana e tem capacidade para atender projetos de grandes profundidades, em todo o sul de Goiás e parte do Mato Grosso.

Além do agronegócio, obras urbanas também passaram a ser melhor atendidas com o Atlas Copco X1200. “É um compressor muito silencioso, dá para conversar ao lado dele. Evitar a poluição sonora é muito importante quando se está com uma obra no meio da cidade.” – completa.

Além do suporte técnico fornecido pela Coalumaq a seu cliente, Harley faz questão de pessoalmente acompanhar alguns projetos, até mesmo porque a alta performance obtida pela Hidrobombas tem servido de exemplo para outros interessados de regiões próximas, em Goiás, Mato Grosso e até mesmo de Brasília, que já visitaram suas obras.

“Na mais recente, atingimos uma média de mais de 20 metros por hora!” – comemora Harley.

A velocidade de perfuração sempre depende da dureza das rochas no solo, mas mesmo nas mais difíceis, a produtividade surpreende mesmo os profissionais mais experientes.

“Em uma outra perfuração, o solo tinha grandes trechos de rocha basáltica, mas mesmo assim, fizemos 320 metros abrindo em 8 polegadas e perfurando com 6 polegadas, tudo em tempo recorde. A possibilidade de trabalhar com hastes de 6 metros também contribui para a velocidade.” – afirma Clairto.

“No passado, para chegar a esta profundidade eu tinha que usar dois compressores em ‘Y’ para a etapa final, e mesmo assim levava muito mais tempo. Além disso, o Atlas Copco X1200 tem um sistema denominado Flow Boost, que gera um pico de 10% a mais de pressão para limpar o furo. Na hora em que você sente a pressão da água, é só apertar um botão e toda a sujeira é expulsa.” – completa.

Outro ponto destacado por Clairto e Harley é o alto nível de segurança, tanto para o operador, quanto para o próprio equipamento e também para o meio ambiente.

“Tem dois botões de emergência, um no painel e outro próximo da mangueira, o que é um fator de segurança extra em caso dela estourar. O operador também tem menos contato com o equipamento, o que evita acidentes. É tudo automatizado e possui no painel a indicação do nível de óleo e do filtro separador. Em outros modelos com que trabalhei, o operador tinha que ficar abrindo para olhar. Agora é possível conferir mesmo com o compressor em funcionamento.” – diz Clairto.

Ele também destaca que o chassi 100% vedado do Atlas Copco X1200 elimina completamente um problema que, em sua carreira, já presenciou várias vezes – uma obra totalmente suja por vazamentos de óleo.

“Alguns compressores usam bandeja de contenção, mas o operador às vezes esquece e ela transborda, ou então chove... É um grande problema para limpar depois e sem falar que existe o risco de contaminar a água”.

Segundo Clairto, cada vez mais os clientes têm seguido normas ambientais rígidas e sem essa característica do Atlas Copco X1200, a Hidrobombas ficaria sem acesso a várias grandes obras.

Ele também destaca como o equipamento fica protegido contra acidentes relativamente comuns, que acontecem quando por exemplo o combustível acaba, o operador não percebe e todos os detritos caem no poço, prendendo o martelo nele. “Quando tem menos que 10% do combustível, acende um alerta no painel. Também possui um sistema que evita a entrada de ar no motor. Na hora de encerrar, o operador aperta um botão e o compressor inicia o procedimento de alívio sozinho para desligar no tempo certo. Para ligar é a mesma coisa, o compressor só entra em plena operação após atingir a velocidade certa no tempo certo”. – explica.

Essas vantagens descritas por Clairto são gerenciadas por um controlador inteligente microprocessado, o XC 4004, que previne qualquer dano ao equipamento provocado por distração do operador. Um processo de desligamento inadequado poderia comprometer o filtro separador por exemplo, apenas para citar um dos erros que mais comumente trazem prejuízos para proprietários de compressores de ar, e que graças ao controlador inteligente não acontecem no Atlas Copco X1200. Sua tecnologia permite também selecionar a vazão de ar comprimido exata a ser entregue durante a perfuração. Isso permite minimizar o desgaste da ferramenta.

Com o grande volume de obras de perfuração na região, a mão de obra especializada se tornou escassa e um equipamento com alto nível de automação ajuda a superar este desafio, exigindo menos pessoal.

Por fim e não menos importante, o consumo de combustível e a manutenção aumentam em muito sua viabilidade financeira.

Clairto tem registrado um consumo de diesel entre 58 a 62 litros por hora. Segundo ele o Atlas Copco X1200, tem o mesmo consumo que um compressor comum com a metade da potência!

Além disso o equipamento tem autonomia que pode chegar a um dia completo de trabalho, o que evita interrupções. Mesmo que seja necessário abastecer, não é preciso para o equipamento, isto pode ser feito com ele em pleno funcionamento.


O compressor de ar Atlas Copco X1200 não precisa ser desligado para abastecer.

“Ele é econômico até mesmo no transporte, porque é muito compacto. Um caminhão leva o compressor, mais 400 metros de barramento e ainda sobra espaço.” – diz Clairto.

Em todos os sentidos, o Atlas Copco X1200 alavancou a Hidrobombas, tornando-a mais competitiva, mais sólida financeiramente, com um fluxo de caixa muito mais otimizado e capaz de atender obras emergenciais em tempo recorde, sempre cumprindo prazos, se tornando uma referência de performance e qualidade para a região.

“Considerando toda a produtividade, meu custo com essa máquina de última geração é metade do que eu tinha alugando”. – finaliza Clairto Borile.


Com pressão e vazão ajustáveis de 16 a 30 bar / 1000 a 1200 pcm, o Atlas Copco X1200 permite máxima eficiência se adequando aos diferentes tipos de rocha ao longo da perfuração. Em tempo recorde, atravessando grandes trechos de basalto permitiu a entrega de um poço de 320 metros.

 
Carregando busca...
Conheça Nossos Canais:








 

VÍDEOS EM DESTAQUE

Assista o vídeo
Como funciona a bomba de drenagem
Assista o vídeo
Compressor de Ar Portátil Elétrico E-Air T900
Assista o vídeo
Como funciona a bomba de drenagem
Assista o vídeo
Compressor de Ar Portátil Elétrico E-Air T900
 

Sobre o blogAR

O blogAR é um blog feito para engenheiros e profissionais da construção civil. Para saber as novidades do setor de ar comprimido. Entre no nosso blog, e também nos acompanhe nas redes sociais.

 
 

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Nome:

E-mail:

Telefone:

Comentário: