BlogAr - O Blog do Ar Comprimido Portátil
BlogAr - O Blog do Ar Comprimido Portátil

#37 - Pedreira Basalto testa nova tecnologia para perfuração - parte 2

GANHOS FINANCEIROS

No post anterior, vimos os resultados dos testes do recém-lançado, compressor de ar portátil Atlas Copco XAMS900, realizados na Pedreira Basalto, onde se mensurou um aumento de 44,3% na produtividade.

Mas financeiramente falando, qual o impacto disto?

O ganho mais óbvio é o de produzir mais com o mesmo equipamento. Uma empresa que possua três conjuntos de carretas perfuradoras e compressores de ar, ao utilizar este novo modelo, poderá realizar o mesmo trabalho com apenas dois conjuntos. Um locador terá o equipamento liberado mais rapidamente podendo atender mais clientes, e ainda conquistando a preferência deles em função da maior produtividade. Um empreiteiro terminará a obra antes, agilizará seu fluxo de caixa e poderá realizar mais obras.

Mas além dos ganhos relacionados ao que o equipamento produz, existem as vantagens derivadas do tempo em que ele NÃO opera numa determinada obra. Vamos explicar:

Imagine um certo volume de produtividade que leva normalmente um mês para ser atingido. No custo deste trabalho, deve ser computada a mão de obra usada para operar os equipamentos, o desgaste destes equipamentos, que vai gerar custo de manutenção e de peças de reposição e também o custo do combustível.

Pois, de acordo com os resultados obtidos nos testes da Pedreira Basalto, este mesmo trabalho de 1 mês, levaria menos de 3 semanas para ser concluído. No cálculo do custo da produção então, o valor de mão de obra é menor e o custo de manutenção também. Afinal, os equipamentos trabalharam menos tempo para atingir a mesma meta de produção e, portanto seu desgaste foi menor.

Alexandro Consentino, gerente de produto da Atlas Copco responsável pelos compressores portáteis, acrescenta que no quesito manutenção, existe uma economia adicional, que vem do novo modelo de motor usado.

compressor

“O Atlas Copco XAMS900 utiliza um motor MWM Maxx Force, que requer manutenção a cada 500 horas contra 250 horas da geração anterior.” – explica.

Finalmente existe o impacto ambiental que é reduzido em cada obra. Graças ao menor tempo de funcionamento, o volume de poluentes emitido é menor, além do chassi 100% vedado que impede qualquer tipo de contaminação de solo proveniente do compressor.

 
Carregando busca...
Conheça Nossos Canais:








 

VÍDEOS EM DESTAQUE

Assista o vídeo
Atlas Copco - Compressores de ar portáteis - Hard Hat (Carenagem reforçada)
Assista o vídeo
ATLAS COPCO Energia Portátil
Assista o vídeo
Atlas Copco - Compressores de ar portáteis - Hard Hat (Carenagem reforçada)
Assista o vídeo
ATLAS COPCO Energia Portátil
 

Sobre o blogAR

O blogAR é um blog feito para engenheiros e profissionais da construção civil. Para saber as novidades do setor de ar comprimido. Entre no nosso blog, e também nos acompanhe nas redes sociais.

 
 

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Nome:

Comentário: